Já todos ouvimos “tempo é dinheiro”. E, é especialmente importante no que diz respeito ao seu website. Num mundo movido pela procura instantânea e o desejo de obtenção exato, nada é mais relevante do que a velocidade e experiência entregue, especialmente a velocidade do seu site.

Manter a atenção do seu potencial cliente não é o único benefício das páginas com tempos de carregamento elevado – também é importante para os esforços de SEO.

“2 seconds is the threshold for ecommerce website acceptability. At Google, we aim for under a half second.” Maile Ohye, from Google

Pessoas gostam de sites rápidos. Mas, também a Google. De facto, a Google está a preparar o chamado “mobile first index” em 2018.

A velocidade do website, como refere no vídeo acima, é um fator de rankings.

Agora que o foco da Google para o estabelecimento de rankings é baseado na experiência mobile, é crucial para os negócios o FOCO na entrega de rápidas e únicas experiências.

Um website rápido resulta é uma boa experiência de utilização (UX), e uma satisfatória UX leva a maiores conversões.

Websites lentos resultam em baixas experiências de utilização.

Todos os segundos contam:

Todos os segundos contam velocidade do website Quão Rápida deve ser a Velocidade do Seu Website? Velocidade do Seu Website

Como verificar a velocidade do meu website?

Reflete as recomendações da Google para uma específica página e as correspondentes melhorias a serem realizadas. No entanto, não é tão avançada como outras ferramentas de velocidade, mas um ótimo ponto de partida.

GtMetrix exibe um score geral, assim como avançadas recomendações sobre a melhoria da velocidade. Através dos distintos separadores pode navegar sobre os detalhes.

Pingdom permite a compreensão exata do tempo máximo de carregamento. Por exemplo, 52% do tempo é despendido para renderizar imagens.

 

Recomendações para Melhorar a Velocidade do Site:

Comprimir imagens

Utilize um compressor de imagens que não coloque em causa a perda de qualidade. Todos os dados originais permanecem, a compressão apenas remove ou excesso e redundâncias de informação.

Browser Caching

Sempre que um utilizador visita o website o seu browser precisa de renderizar as imagens. Mas, se fizer uso do browser caching, o browser não irá carregar as imagens em cada visita. Ou seja, irá recarregar a última versão visualizada. Adicionalmente, pode fazer uso do caching para os ficheiros CSS e Javascript com a mesma intenção.

Pode evidenciar rápidas e consideráveis melhorias com esta aplicação. No entanto, algumas especificações técnicas, com base na plataforma e marca, devem ser tidas em considerações mais técnicas.

Minimize Pedidos HTTP

HTTP (Hypertext Transfer Protocol) Requests são contabilizados sempre que um browser carrega um ficheiro, páginas ou imagem do servidor.

De acordo com Yahoo, estes pedidos resultam em 80% do tempo de carregamento das páginas.  O browser também limita os pedidos entre 4 a 8 simultâneas concessões por domínio, o que resulta na impossibilidade de carregar mais de 30 ativos numa única instância.

Quanto mais pedidos HTTP necessitar para o carregamento mais tempo demorará a página abrir.

Conclusão

Após a realização destas recomendações e outras relevantes para o caso, dependendo do grau e recursos técnicos que dispõe, deve efetuar uma nova auditoria. Este processo deve ser regular e conjugado com as melhores práticas e tendências do mercado para assegurar e melhorar a performance e rankings do seu site.