Redirects são utilizados para remeter visitantes ou informar os crawlers dos motores de pesquisa da página de destino alvo caso outra não esteja disponível por qualquer motivo.

Apesar deste simples conceito (talvez até em demasia) muitos programadores e webmasters utilizam redirects de forma incorreta, o que pode resultar em elevados impactos na performance e rankings.

Quando utilizar Redirects?

Existem vários motivos pelos quais deve fazer uso de redirects. Alguns exemplos da sua aplicação:

  • Moveu ou apagou uma página
  • Comprou um novo domínio e pretende redirecionar todas as páginas do antigo site para o novo
  • Combinar dois websites em um só
  • Atualização da plataforma de CMS
  • Redirecionar visitantes para um novo destino

Quando utiliza redirects de forma correta os seus utilizadores não irão denotar o redireccionamento para uma outra página, mas quando feito erradamente poderá estar a afetar gravemente os seus rankings e tráfego.

Tipos de Redirects

Existem vários tipos de redirect com utilizações obviamente distintas. Se necessita de redirecionar uma ou múltiplas páginas, leia com atenção todos os tipos que necessita de saber para a realização com sucesso, sem prejudicar os seus rankings.

301 Permanent Redirect

Este redirect deve ser utilizado quando pretende permanentemente apagar uma página ou move-la para uma nova localização sem afetar os seus resultados de pesquisa.

Programadores e webmasters pode realizar o redirect a qualquer momento para reencaminhar os seus visitantes para uma nova localização. Este redirect é o mais habitual e será que o utilizará em mais de 90% das ocasiões.

302 Temporary Redirects

Apesar de ser uma opção, não é algo que deve implementar. Um redirect temporário não transmite os mesmos benefícios de SEO que o permanente redirect 301. Adicionalmente, poderá resultar em conteúdos duplicados nos motores de pesquisa. Isto porque a Google irá compreender como algo temporário e não permanente –  irá reter o conteúdo antigo e novo.

307 Temporary Redirect

O redirect 307 tal como o 302 são ambos temporário, no entanto este é muito mais útil. O 307 é utilizado para assegurar que os visitantes do website não atualizam a página múltiplas vezes quando esta contem conteúdos ou informação sensível, como informação de cartões de crédito no processo de checkout de uma loja online.

404 Errors

Quando um visitante vê esta mensagem significa que o website não está disponível no servidor. Pode simplesmente significa que inseriu de forma incorreta o URL, o website ou página foram apagados, movidos incorretamente ou o redireccionamento foi feito incorretamente.

Pense no erro 404 como a forma de expressar aos seus utilizadores que a página ou website já não existem. Quando este erro é evidenciado torna-se crucial uma célere correção. O seu website perde tráfego e o erro pode levar o utilizador a não voltar a visitar o site.

Para evitar este erro, os programadores ou webmasters devem criar uma personalizada página 404. Aí, os visitantes poderão continuar a navegação através de outras páginas no seu website.

410 Errors

Se o seu website contem conteúdos que não devem estar indexados nos motores de pesquisa utilize o redirect 410. Desta forma, transmite a Google que não pretende que visite a página por já não existir.

A sua utilização pode ser tão simples como a remoção de um serviço do website ou porque não pretende indexar a página.

Como verificar os Redirects?

Webmasters deve estar familiarizado(a) com as diferentes ferramentas ao seu dispor para a verificação de erros e problemas de redirects.

Link Redirect Trace

Esta extensão para Chrome permite a verificação de qualquer link quebrado ou incorreto no seu website. Se algum redirect estiver a ser utilizado de forma incorreta para SEO, a ferramenta permite alerta-lo(a) para que possa alterar e preservar os seus rankings. Esta ferramenta é especialmente útil se recentemente moveu um website ou apagou páginas antigas do site e pretende verificar se tudo está configurado corretamente.

Google Search Console

Na Google Search Console pode verificar erros 404 e corrigi-los sem qualquer pesquisa manual página a página. Ao validar o seu website e aceder à Search Console, irá rapidamente e de forma simples compreender os erros evidenciados pela Google através do Crawl ao seu site.

Concluindo

Desde que mantenha um monitorizamento regular, com as assertivas ferramentas, estará a evidenciar os erros e corrigir prontamente antes de qualquer impacto nos rankings.

Esteja ciente dos redirects e preserve a autoridade do seu domínio, sem que perca tráfego orgânico pela utilização incorreta ou erros.