Conteúdo duplicado é um termo muito regular na gíria de SEO e que suscita infindáveis dúvidas. Neste artigo vamos apresentar o conceito e desmitificar correntes questões.

De forma simples, um conteúdo duplicado, na otimização para os motores de pesquisa, significa a replicação de conteúdos em duas distintas fontes – o mesmo conteúdo em duas páginas web. Pode ser constatado em duas páginas de um domínio ou em distintos. Quando múltiplas páginas contém o mesmo conteúdo é normal e usual vermos penalizações por parte dos motores de pesquisa (Google, Bing e Yahoo).

Para compreendermos as desvantagens e penalizações, assim como as origens do conteúdo duplicado, temos que analisar esta prática e erros do ponto de vista dos visitantes e motores de pesquisa.

Queremos que os nossos visitantes visualizem o mesmo conteúdo numa outra página?

Como compreendem os motores de busca a melhor experiência se o conteúdo é duplicado?

Questões e Respostas com Google Sobre Conteúdo Duplicado

No vídeo que se segue, de 17 junho de 2016, Andrey Lipattsev da Google refere: Google NÃO penaliza conteúdos duplicados.

Alguns dos usuais mitos são desmitificados neste vídeo. Andrey claramente refere que a duplicação de conteúdos não penaliza, remove ou prejudica ranking para as páginas.

Por vezes, o conteúdo duplicado por aparecer a utilizadores que os encontrem relevantes. Com base nestas recomendações podemos concluir:

  • Não existem penalização para conteúdos duplicados
  • Google beneficia unicidade e os sinais que acrescentem valor
  • Google filtra conteúdos duplicados
  • Conteúdos duplicado “atrasam” a procura de novos conteúdos
  • Sitemaps XML são o melhor método para ajudar a Google na discoberta dos seus novos conteúdos
  • Conteúdos duplicados não devem ser alvo de extrema relevância nos seus esforços de marketing
  • Para SEO, não é necessariamente relevante a abundância de conteúdos duplicados em um website desde que crie valor para os visitantes. A inexistência de sinais irá prejudicar nesse objetivo.

No entanto, a Google também comunica que existem penalizações (apesar de não utilizarem este termo) face aos conteúdos.

Melhores praticas para Conteúdos Duplicados 

Mas afinal a Google penaliza ou não os conteúdos duplicados? A questão prevalece, após referirmos que existem penalizações e salientarmos os takeways do Q&A da Google que não existem prevalece.

Webmaster habitualmente confundem as “penalizações”.

A Google refere que NÃO existe penalização, mas os rankings podem ser afetados negativamente, pela replicação dos conteúdos.

A realidade em 2017 é que a Google classifica o conteúdo duplicado como “Thing Content” ou práticas de manipulação “Boilet-Plate” ou “Near Duplicated Spun” – e, aí é que surgem os verdadeiros problemas que violam a performance dos websites ao olhos da Google.

Google pretende que compreendamos a distinção entre conteúdos duplicados e a manipulação “boiler-plate” ou “near duplicated spun”.

Conclusão

Conteúdos duplicados não são necessariamente “spam” aos olhos da Google. No entanto, nunca é de mais frisar que a RELEVÂNCIA, UNICIDADE, CRIAÇÃO DE VALOR E LINKS DE QUALIDADE = TRÁFEGO 😀

Esperamos com este sucinto artigo ter respondido e explicado o conceito de conteúdos duplicados, qual a sua importância e desmistificado se existem ou não penalizações.

Adorávamos a sua opinião, experiência ou dúvidas ! Deixe-nos um comentário e daí iremos desenvolver este artigo, responder a todas as questões e auxiliar dentro do que esteja ao nossa alcance 🙂